Equipe

Victor Hugo Leite (vhfro) | Direção Geral

Ator, produtor cultural e professor de arte na seedf em São Sebastião. Conselheiro da Região Centro-Oeste na Associação de Profissionais do Audiovisual Negro (APAN). Doutorando no Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da UnB. Mestre, Bacharel e Licenciado em Artes Cênicas na UnB. É coordenador geral do ODU Festival de Arte Negra. Recentemente, recebeu o prêmio FAC Brasília 60 na Categoria Teatro.

João Aguiar | Produção Executiva

Artista circense, ator e produtor cultural. Com foco no riso e no equilibrismo, atualmente pesquisa o negro na cena teatral e na cena cômica de forma geral, além de se interessar pela direção de cenas. Está se formando em Artes Cênicas na Universidade de Brasília com essa pesquisa. Além disso, faz parte do Coletivo Ambidestro, coletivo circense de Brasília. Já se apresentou em diversas cidades brasileiras e também fora, como Alemanha, Holanda, Polônia e Paraguai.

Luana Lebazi |Assistência de produção

Cria das periferias do DF e do entorno. Atua na cena artística de Brasília desde 2013. Canceriana, artista e futura arte-educadora que acredita num projeto de educação antirracista. Atualmente, pesquisa sobre arte-educação e educação escolar quilombola.

Luisa L’Abbate | Coordenação Técnica

Iluminadoratriz, performer, pesquisadora, escritora e integrante do Grupo Liquidificador. Bacharela em Interpretação Teatral pela UnB, mestranda em Artes Cênicas com especialização em Luz pela ESMAE. Concebeu, montou e operou luz para espetáculos de teatro, improviso, dança, música, performance e vídeo entre Brasil, Chile e Portugal. Participou das equipes técnicas do Cena Universitária e do XIV Cena Contemporânea e coordenou a equipe técnica do ODU Festival de Arte Negra, Ocupação NEM e Mostra do Obsoleto Teatro.

Matheus Trindade | Assistência técnica

Ator, iluminador, percussionista e técnico de iluminação do Espaço Semente. Desde 2014 realiza diversos trabalhos artísticos no DF, tendo feito o seu primeiro trabalho na área do audiovisual, o média metragem PIPA, com Direção de Walter Sarça e após isso seguiu na área teatral. Atuou nos espetáculos Miguilim Inacabado, Macunaíma e Alvo pela Semente Cia. de Teatro, além do musical Vivendo de Brisa com direção de André Amaro. Como iluminador, operou, concebeu e montou luzes em mais de 15 espetáculos e shows.

Farid Abdelnour | Desenvolvimento

Videomaker e pesquisador de tecnologias livres. Seu filme “Maio, Nosso Maio” ganhou o prêmio de melhor curta da 8ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul. Atuou entre 2008 e 2010 em Pontos de Cultura e movimentos sociais/culturais pelo Brasil ministrando oficinas de comunicação usando softwares livres. É cofundador da Gunga – Som Imagem Movimento, estúdio de audiovisual, comunicação e design.Atualmente, está em fase de finalização do curta em 3D Malaika.

Marcelo Vinícius (DUCA) | Audiovisual

Morador de Samambaia é graduando em História na Universidade de Brasília, produtor executivo do Coletivo DUCA, assistente de produção na Rede Urbana de Ações Socioculturais e integrante da Coordenação do Projeto Cine de Expressão do Jovem de Expressão.

Ana Flávia Barbosa (DUCA) | Audiovisual

Nascida no Valparaíso/GO há vinte um anos atrás e hoje em dia moro no DF. Seu primeiro contato com as câmeras foi no Jovem de Expressão (Ceilandia/DF) onde aprendeu fotografia e audiovisual, estudou cinema social na CineBrazza/DF, Direção de Fotografia na AIC/SP, operou o som direto no programa A Casa é Sua (YouTube). Atualmente é coordenadora, fotógrafa e diretora de fotografia do Coletivo DUCA e midiativista da RUAS.

Tatiana Elizabeth | Acessibilidade

Convive com a Comunidade Surda desde os 06 anos de idade e iniciou aos 18 anos como professora, alfabetizando crianças surdas e no projeto de Educação para Jovens e adultos – EJA Surdos em Recife – PE. Intérprete de LIBRAS do DFJUG – Brasília Java User Group, reconhecido pela Sun como o segundo maior grupo de usuários Java do Mundo. O JAVA’S – Java social é um programa do DFJUG, onde eram oferecidos cursos gratuitos de Informática para pessoas com deficiência.

Mayara Paiva | Acessibilidade

Produção executiva, produção de eventos, realização de pesquisa nas áreas de fotografia,video,performance e dança como produtora artística, executiva e gestora cultural. Iniciou as atividades em produção junto a empresa Baleia Filmes e Drag Larissa Hollywood desde o ano de 2016. ( baleiafilmes.com/ larissahollywood.com. Integrou equipe de Produção dos eventos “Celeiro 25 anos”, “Projeto SOMA”, “Festival Curta Brasília”, “Bienal do Livro 2018”, projeto Paraísos Perdidos no edital Conexões Criativas com ocupação artística no Centro de Dança DF.

Sheyden | Fotografia

Fotodocumentarista e fotojornalista, com trabalhos prestados para enriquecer o protaganismo negro e indígena visa colaborar nas várias políticas sociais e artísticas. Residente do entorno Sul de Brasília, Pedregal, já colaborou para diversos meios e atuou em diversos eventos.

Renato Mori | Estúdio Lingus

Fotógrafo e filmmaker. Formado no Centro Universitário IESB em Publicidade e Propaganda no ano de 2020. Atuando no mercado artístico comercial fotográfico desde 2016 e no audiovisual desde 2017. Experiência com documentários, mercado musical, publicidade e eventos. Atualmente é colaborador e integrante do Estúdio Lingus.

Pedro Lenehr | Estúdio Lingus

Diretor cinematográfico e filmmaker. Atuando no mercado artístico e comercial audiovisual desde 2012. Experiência com filmes autorais, mercado musical, publicidade, jornalismo e eventos. Atualmente é sócio-proprietário do Estúdio Lingus.

Clarice César | Coordenação Administrativa

Mulher candanga de origem maranhense apaixonada pela arte e pelo teatro. Dentre os malabarismos da sua vida como artista autônoma trabalha como atriz, educadora  e produtora cultural. É mestra em Artes Cênicas pela Universidade de Brasília e atua pesquisando dentro de escolas, hospitais e projetos sociais como o teatro pode ser um meio de transformação social. Atualmente participa como produtora da realização do sonho coletivo: ODU- Festival de Arte Negra.

Marina Olivier | Produção Executiva

Bacharela em Interpretação Teatral pela Universidade de Brasília. Trabalhou como produtora em peças teatrais e festivais como “Aquela Peça de Shakespeare” e “Medeia – A Neta do Sol”, “Jogo de Cena”, “BIFF – Brasília International Film Festival, Mostra Celeiro 25”, “ODU – Festival de Arte Negra”, “1ª Mostra de Mulheres Brincantes do DF – Solares Brincantes”, “Rastro – Festival de Cinema Documentário”. Trabalhou no Espaço Cultural Renato Russo 508 Sul como Supervisora de Eventos pela gestão do Instituto Bem Cultural.

Marianne Marinho |Assistência de produção

Atriz e Realizadora Cultural, formada em Artes Cênicas (Bacharel) na Universidade de Brasília e trabalha no grupo de pesquisa e extensão cena Sankofa, sob orientação do professor Jonas Sales (UnB). Coordena o coletivo Malubá que promove ações culturais pensadas em torno da pesquisa negritudes em cena (2018-2020). Ministrou aulas de teatro para adolescentes no programa Cursos Livres (2018).

Felipe Fiúza | Técnico de Som

Negro, brasiliense, morador da periferia do Paranoá – DF, músico percussionista e professor de percussão popular brasileira. Desenvolve trabalhos musicais e sociais a partir da pesquisa e confecção de instrumentos musicais feitos com materiais reciclados. Integra o Grupo Patubatê, cujo último trabalho de destaque foi o revezamento das Tochas Olímpica e Paralímpica /Rio 2016.

Monica Rodrigues | Ass. de Mídias Sociais

Socióloga, com 17 anos de experiência no setor público, tendo atuado particularmente em comunicação institucional. Criou a Zabelê Comunicação, em que desde 2016 realiza assessoria e projetos de comunicação para instituições públicas e privadas, com destaque para a gestão de redes sociais de projetos culturais de Brasília.

Nara Oliveira | Web Designer

Designer, ilustradora, capoeira e brincante da cultura popular. Há mais de 10 anos, cria laços entre manifestações tradicionais, movimentos autônomos, comunicação e cultura livre. É cofundadora do Estúdio Gunga e do Coworking Gunga, escritório criativo em Taguatinga (DF). Tem os softwares livres como ferramentas de criação e filosofia. Seu trabalho autoral ganha vida na Amuleto Ilustrações, onde cria livremente nos caminhos do sagrado.

Henrique Jesus (DUCA) | Audiovisual

Morador da Samambaia, é graduando em Pedagogia no IESA- Instituto de Educação de Samambaia, Coordenador no coletivo DUCA, Diretor de fotografia na DUCRIA FILMS.

Nãnan Matos (Criadora) | Trilha Sonora

Tem em seu trabalho desde sua origem, o foco em renovar as pontes entre o Brasil e África, cultivando e transmitindo valores e saberes ancestrais afro-brasileiros e africanos através do canto, percussão, dança, fala e ativismo político-cultural. Há 15 anos, a artivista e arte-educadora compõe a cena brasiliense e nacional com projetos artísticos de resgate, explosão, energia, dança, batuque, multi-linguagens e; sempre apostando na conexão ancestral e contemporânea para impactar de forma construtiva e positiva.

Weslecley Carvalho | Acessibilidade

Residente da Cidade Ocidental, tenho formação em pedagogia e especialização em Libras. Trabalho em escola do governo do DF na função de professor/intérprete de Libras e faço outros trabalhos no meio cultural “shows, teatros, palestras entre outros afins. Também já participei de shows como intérprete de cantores tais como: Latino, MC Kevinho, Léo Santana e Luan Santana. Na esfera teatral fiz alguns trabalhos com atores e atrizes renomados como “Camila Pitanga, Cauã Reimond, Larissa Maciel entre outros.

Henrique Leicam | Acessibilidade

Artista, cursou teatro no ano 2017-2019, cursou logística em produção com Eli Moura pelo grupo mapati (2021), cursou gestão em TI na Unip de 2019-2021, dançarino do grupo Empire no ano de 2018, maquiador, assistente de produção, assistente de iluminação.

Felipe Roller | Direct Audio

Produtor musical, músico e compositor. Atua como Operador de Áudio no mercado publicitário desde 2011. Em 2013 começou a trabalhar também com produção musical. Atualmente, é sócio-proprietário do estúdio Direct Áudio e guitarrista na banda Jambalaia.

Matheus MacGinity | Estúdio Lingus

Atuou em produções audiovisuais a partir de 2018, em seu empreendimento: “Estúdio Lingus”, onde é sócio-proprietário. Faz, também, parte do Banco de Cérebros do “Laboratório Transdisciplinar de Cenografia” (LTC), programa de extensão da Universidade de Brasília — ministrado pela Profª Drª Sônia Maria Caldeira Paiva — onde fez parte do time brasileiro — em 2015 e 2019 — no maior evento de cenografia do mundo: the “Prague Quadrennial of Performance Design and Space”.

Larissa Fulana De Tal | Vinheta

Diretora de criação na produtora Olhos Abertos Audiovisual. Graduada em Cinema e Audiovisual na UFRB, e associada da Associação de Profissionais Negros da Audiovisual (APAN). Diretora do documentário Lápis de Cor (2014). Diretora do curta-metragem Cinzas, inspirado no conto de Davi Nunes. Direção Geral da série documental Diz aí! Afro e indígena do Canal Futura (2018). Atua nas áreas de: criação, direção e montagem.

Cinthia Santos | Produção Executiva

Também conhecida como Titia Maldita é preta, travesti, atriz, performer, poeta e produtora cultural. Estuda Licenciatura em Artes Cênicas na Universidade de Brasília e é integrante fundadora desde 2016 do Coletivo Musical de Afronte Performático “Culto das Malditas”, onde atua até hoje como performer e produtora. É produtora executiva do ODU – Festival de Arte Negra.

Rayane Soares | Produção Executiva

Pedagoga, produtora e especialista em Gestão de Projeto. Integrante da equipe da Rede Urbana de Ações socioculturais – RUAS, onde vem atuando pelo asseguramento dos direitos da Juventude periférica. Coordenadora do Programa Jovem de Expressão e curadora da Galeria de arte Risoflora localizado na Ceilândia-DF.

Wdson Lyncon | Assistência de produção

Udi é menino erê, daqueles que trabalham brincando e fazem rindo. Músico, artesão, produtor cultural, ama levar a potência preta por onde passa. Atualmente coordena o Espaço Cultural Maria Morena, em Planaltina.

 

Arthur Scherdien | Assistência Técnica

Bacharel em artes cênicas e cursando licenciatura em artes cênicas. Trabalha desde 2017 com Coletivo de Teatro Enleio, na função de diretor e fundador, na pesquisa de corporeidades, danças e memória na estética de teatro performativo. Trabalha também sobre questões acerca de negritude, decolonialidade e arte educação.

Gabriel Hoewell | Ass. de Mídias Sociais

Jornalista multimídia e designer, mestre em Comunicação e Informação. Atuou em redações, com produção editorial e planejamento, gestão e design para redes sociais. Atua na Zabelê Comunicação desde 2016, com comunicação institucional para os setores público e privado, em especial na gestão de redes sociais para festivais de cinema.

Maria Paula de Andrade | Ass. de imprensa

Mulher Negra. Jornalista e comunicóloga. Mestre de cerimônias há doze anos. Apresentadora do programa Câmara Ligada, da TV Câmara, já foi repórter da TV Band por dez anos e Assessora de Comunicação do DF. Coordenadora e voluntária dos projetos Banho do Bem e Lavanderia do Bem, que oferecem banho e o serviço de lavar as roupas de pessoas em situação de rua na Rodoviária do Plano Piloto, área central de Brasília, também apoiadora e voluntária do Instituto Integridade, mas, conhecido como “Lar dos Velhinhos”.

Ricardo Caldeira | Designer Gráfico

Através do encontro entre as artes visuais e comunicação social, Ricardo Caldeira atua em projetos voltadas à valorização cultural negra, periférica e sexualmente diversa por meio da direção de arte em design, apresentação artística e formação educativa. Em 2020 publica o seu primeiro livro, Vendaval, um catálogo gráfico biográfico e ensaístico. É protagonista do 5º episódio da série Favela Gay – Periferias LGBTQIA+, atualmente disponível na Globoplay.

Vanessa Santos | Catálogo

Artista multidisciplinar, bacharel em artes visuais pela UnB. Tem experiência em materializar identidades visuais de ambientes físicos e virtuais através do design gráfico, com destaque para cena de produção audiovisual como BIFF – Brasília International Film Festival, Rastro – festival de cinema documentário, curta-metragem Casa de Praia. É criadora da Tragos Poéticos, produção autoral poética pela via de publicação gráfica independente em suporte atípico.

Lucas Marcelo (DUCA) | Audiovisual

Morador de Ceilândia – DF. Começou a ter experiências com audiovisual no 7º ano do ensino fundamental, realizando trabalhos em forma de vídeo e gravando algumas vivências com os amigos. Em 2017 começou a estudar no Jovem de Expressão, onde começou a carreira fazendo cobertura de festivais. Trabalhou em diversas produtoras e agências de publicidade. Atualmente exerce o papel de editor de vídeos do Coletivo Duca.

neguindubit (Editor) | Trilha Sonora

Conhecido artisticamente como “Neguin Dubit”, Matheus Abreu é um produtor musical, músico multi-instrumentista, arranjador e cantor. Sua jornada com a música começa desde sua infância, onde aprendeu a tocar violão e bateria. A teoria musical abriu seus horizontes a aprender de forma autodidata piano e flauta transversal. Com o avanço da acessibilidade da produção musical, em 2016, começou a estudar sobre áudio e tecnologias musicais.

Igor de Andrade | Acessibilidade

Igor de Andrade Ceolin, brasiliense, solteiro, 33 anos, Autista. Formou-se 2019. Técnico em Língua Brasileira de Sinais (tradução/interpretação) e – 2021 Logística em Eventos. Assistente de Produção.

Amanda Oliveira | Acessibilidade

Amanda inicia seu caminho artístico na escola aos 12 anos, criando desenhos e atuando em peças de teatro. Diretora,atriz,cartunista,roteirista,assistente de produção, multiartista. Trabalhando em diversos contextos artísticos tornou-se agente cultural atuante também na consultoria de projetos acessíveis, divulgação de espetáculos e eventos culturais em Libras.